(66) 9.8400-1712

Romoaldo deve abrir vaga para Brunetto ficar na AL até dezembro

Hipernoticias 08 Jun 2018 às 15:10

Empossado como deputado estadual na quarta-feira (6), na vaga aberta pelo deputado Baiano Filho (MDB), que se licenciou do cargo por 121 dias para tratar de assuntos pessoais, Ademir Brunetto (PSB) deve permanecer na Casa de Leis até o final deste ano. Isso porque o deputado estadual Romoaldo Júnior (MDB) se comprometeu a abrir espaço a Brunetto, seu conterrâneo, assim que Baiano retornar à Casa.

"Juntos vamos melhorar a cidade de Alta Floresta. Seu trabalho só reforça a região que tem colaborado muito com Mato Grosso. Muitas vezes fomos adversários por questões políticas locais, mas o senhor é um deputado atuante, bom de tribuna, conhece o regimento e vai enriquecer essa Casa. Fiquei triste quando o senhor não voltou. Tem a política no sangue, na veia. Vamos fazer um rodízio e o senhor fica até o final do ano aqui, já que é da nossa coligação”, se comprometeu Romoaldo. 


Brunetto retorna à Casa depois de quatro anos afastado do parlamento, uma vez que não conquistou a reeleição. Neste período, Brunetto deixou o Partido dos Trabalhadores, onde militou por 20 anos. Anunciou em seu pronunciamento que fará parte da base aliada do governador Pedro Taques (PSDB). “Quero dizer que estou muito inclinado a estar na base aliada do governo que comanda o estado de Mato Grosso para que a gente consiga nesse momento difícil do estado, na questão política e econômica, possa ajudar a construir um estado melhor para o mato-grossense. Botelho, conte comigo. Serei um soldado dessa casa na defesa das prerrogativas, do governo e da sociedade. Agradeço a todos que me acolheram com carinho”.


Na oportunidade, o presidente do PSB em Mato Grosso, deputado estadual Max Russi, entregou a liderança do partido na Casa a Brunetto pelo período em que estiver no Parlamento.


O parlamentar do PSB externou sua alegria por retornar ao Palarmento, local onde passou oito anos. “Posso dizer que a história de Mato Grosso não será mais contada sem a minha participação como membro desse parlamento. Eu tive uma atuação um tanto turbulenta como opositor do governo passado, tinha entendimentos diferentes do que acontecia. Hoje posso avaliar que muitas coisas tinha feito errado ou deixei de fazer, algumas acertei. Hoje dá para fazer uma análise”, disse Brunetto.