TPL_GK_LANG_MOBILE_MENU

Governo de MT exonera conselheiros culturais suspeitos de desviar verba

O governo de Mato Grosso exonerou dois conselheiros estaduais que teriam participado de desvio de dinheiro das secretarias de Cultura do estado (SEC) e de Cuiabá (SMC). Um deles foi preso em setembro deste ano, juntamente com a mulher e outras 29 pessoas, e foi indiciado pelos crimes de bando ou quadrilha, peculato desvio, ameaça, crimes contra a fé pública e lavagem de dinheiro. A participação do outro conselheiro no caso ainda é investigada.

O suposto esquema foi desarticulado pela Polícia Civil, por meio da operação Alexandria. Os dois exonerados eram representantes da classe artística mato-grossense no Conselho estadual de Cultura. De acordo com as investigações, ambos estariam envolvidos em projetos culturais fraudados cujos desvios de recursos chegaram a quase R$ 1 milhão entre 2012 e 2014. A exoneração foi publicada no Diário Oficial do estado e foi assinada pelo governador Silval Barbosa.

De acordo com a polícia, membros do Conselho de Cultura do estado montavam projetos 'frios' com a finalidade de receber e desviar os recursos destinados para essas iniciativas, oriundos do Programa de Apoio à Cultura (Proac), da SEC.

Os projetos eram assinados por 'laranjas' e, depois do pagamento, o dinheiro era repassado aos líderes da quadrilha, que usavam familiares para 'lavar' o dinheiro.

A investigação das fraudes começou em abril deste ano. A polícia analisou 541 projetos apresentados entre 2012 e 2014, nas secretarias de Cultura do estado (337) e de Cuiabá (204). No total, 49 projetos do estado e oito da capital apresentaram irregularidades.

Os projetos eram em áreas diversas - cururu e siriri, áudio e vídeo, música, shows - com valores médios entre R$ 10 mil e R$ 15 mil cada. A maior parte era elaborada com documentos falsos e estava sem a prestação de contas.

O Conselho de Cultura de Mato Grosso é formado por sete pessoas da classe artística e sete representantes do governo.

Leia mais ...

Homem com fortes suspeitas de ser o tarado de Carlinda é detido pela PM

A Polícia Militar deteve no início da madrugada desta terça-feira, 21, um homem com fortes suspeitas de ser o maníaco que ataca mulheres na cidade de Carlinda. O suspeito foi detido em flagrante, no momento em que tentava atacar duas mulheres, entre elas uma professora, que estavam sozinhas em uma residência nas proximidades do centro da cidade. O homem detido e já encaminhado para a Delegacia Regional de Alta Floresta, segundo a PM de Carlinda, tem todas as suspeitas de ser o tarado que há cerca de dois meses está estuprando mulheres no município.

De acordo com informações policiais, o suspeito foi detido quando pulou o muro da residência das duas mulheres, começou a efetuar fortes pancadas na porta da sala. As vítimas conseguiram visualizar um homem alto, negro, de cavanhaque, cabelo raspado, estatura mediana, que gritava: "Abre, anda, abre a porta, vim resolver o seu problema" repetindo a mesma rase várias vezes. As mulheres começaram a gritar por socorro e os vizinhos, ao ouvir toda a gritaria, acionaram a Polícia Militar. A guarnição composta pelo cabo Cardoso e cabo Ernesto, chegou rapidamente na residência localizada na avenida Arapongas, que conseguiram efetuar a detenção dos suspeito.

" Graças as articulações dos vizinhos, que escutaram o a barulhada, agiram de forma correta tendo em questão o medo e desespero das vitimas que estavam no interior da residência, sendo assim a ação foi rápida, pois fazíamos ronda no local, onde conseguimos chegar e efetuar a prisão desse cidadão", disse Cabo Cardoso.

O homem detido é morador do próprio município de Carlinda.

Leia mais ...

Prefeito Asiel entrega oficialmente caminhão adquirido com recursos próprios para a coleta de lixo

Com recursos próprios oriundos do IPTU, a prefeitura de Alta Floresta adquiriu um caminhão equipado para auxiliar no trabalho da coleta de lixo doméstico.

O veículo semi-novo com fabricação 2010, modelo 2011 é equipado com coletor compactador de 19m³ e batedor de container e custou aos cofres públicos o valor de R$ 230.000,00 (duzentos e trinta mil reais).

Por alguns dias, o veículo ficou exposto no pátio da prefeitura foi repassado ao secretário de Infraestrutura, Luiz Carlos de Queiroz em uma cerimonia realizada na tarde desta segunda-feira, 20.

Segundo o prefeito Asiel Bezerra, a prefeitura disponha de quatro caminhões para a coleta de lixo, porém, todos são antigos. Para atender a demanda, dois caminhões foram reformados, um investimento de aproximadamente R$ 80 mil e, agora, com recursos do IPTU foi feita a aquisição deste caminhão seminovo que dará mais qualidade nos serviços executados no município.

“A população é sabedora que enfrentamos dificuldades no início do ano em função da precariedade dos caminhões da coleta, o serviço chegou a ser feito muitas vezes através de mutirão com caminhões caçambas e outras máquinas inadequadas, mas, agora, acreditamos que não haverá mais problemas porque estamos fazendo estes investimentos para melhorar cada vez mais o serviço”, destacou o prefeito Asiel Bezerra, ressaltando que a meta é adquirir no próximo ano mais um caminhão para o serviço de coleta de lixo em Alta Floresta.

O secretário de Infraestrutura, Luiz Carlos de Queiroz pontuou que este caminhão irá trazer mais qualidade no serviço de coleta de lixo em Alta Floresta. “Esperamos que o prefeito já nos autorize a colocar este caminhão para trabalhar ainda na noite de hoje, pois ele já está na nossa programação”, disse Luiz Carlos de Queiroz, frisando que com a reforma de dois caminhões da secretaria de Obras, nos últimos quatro meses, a coleta de lixo teve pouco problemas e agora com a chegada deste caminhão seminovo irá melhorar ainda mais este serviço na cidade.

Participaram da cerimonia de entrega oficialmente do caminhão secretários municipais e vereadores.

 
               
Leia mais ...

Mudanças no código de trânsito passam a valer a partir do próximo mês

A partir dessa data as multas por ULTRAPASSAGEM INDEVIDA  e ULTRAPASSAGEM NOS ACOSTAMENTOS passam a custar R$ 957,70 para o condutor infrator e em caso de reincidência em 12 meses o valor dobra

Em caso de forçar passagem entre veículos que transitam no sentido oposto passará a custar R$ 1.915,40. Hoje essa infração custa R$191,00. Nesse caso além da autuação o condutor terá sua CNH(carteira nacional de habilitação) suspensa por um ano.

ALTERAÇÕES NO CÓDIGO DE TRÂNSITO BRASILEIRO(CTB)

Foi publicada no Diário Oficial da União no dia 12 de maio de 2014 , a Lei 12.971/2014 que modifica o do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

A ultrapassagem indevida é a maior causa de multas aplicadas pela PRF no estado do Mato Grosso. No primeiro semestre foram mais de cinco mil autuações.

Os condutores deverão ficar atentos para as novas mudanças que passam a vigorar a partir de 01 de  novembro desse ano.

As novas mudanças vão atingir as seguintes infrações de trânsito:

Rachas, competições e exibições não autorizadas

A primeira grande alteração se refere a corridas, competições, eventos, demonstrações de perícia e condutas assemelhadas, não autorizadas pela autoridade de trânsito competente. Essas condutas estão tipificadas nos artigos 173, 174 e 175 do Código de Trânsito Brasileiro – CTB.

Os condutores que forem flagrados praticando alguma das atividades citadas ou, ainda, utilizando-se de veículo para demonstrar ou exibir manobra perigosa, mediante arrancada brusca, derrapagem ou frenagem com deslizamento ou arrastamento de pneus, estarão sujeitos à penalidade de multa de R$1.915,40, suspensão do direito de dirigir e apreensão do automóvel. Nos casos de reincidência, a multa será aplicada em dobro, ou seja, R$3.830,80.

Ultrapassagem Indevida

A outra grande alteração trata das condutas relacionadas às manobras de ultrapassagens, responsáveis por inúmeros acidentes fatais. O legislador igualou as infrações referentes a ultrapassagens indevidas realizadas pela contramão e pelo acostamento. A  infração de ultrapassagem pela contramão em faixa contínua é considerada gravíssima e  custa atualmente R$ 191,54  e  pelo acostamento é considerada grave e custa R$127,69. A partir de 1 de novembro ambas serão consideradas  gravíssimas e deverá ter o valor multiplicado por cinco, o que equivale dizer que a multa será de R$ 957,70,  dobrando  em caso de reincidência em doze meses, podendo chegar a R$ 1.915,40.

Forçar passagem entre veículos

Já o condutor que forçar passagem entre veículos, mesmo que em local onde a ultrapassagem seja permitida, que hoje paga uma multa de R$191,54 considerada gravíssima vai ter o valor multiplicado por dez, passando a multa a ser R$ 1.915,40, e, em caso de reincidência nos 12 meses seguintes, a multa será aplicada em dobro, chegando ao valor de R$ 3.830,80. Essas mudanças tem como objetivo diminuir o número de acidentes do tipo colisão frontal, que no estado do Mato Grosso corresponde a mais de 40% das mortes em acidente de trânsito nas rodovias federais. Nesse caso, além do valor da multa ter aumentado o motorista também terá sua Carteira Nacional de Habilitação(CNH) suspensa por um ano.

Leia mais ...

Capacitação em SAFs realizada em Alta Floresta evidenciou importância da meliponicultura

Foi realizado em Alta Floresta, entre os dias 13 e 17, capacitação continuada em sistemas agroflorestais. O módulo realizado no município teve como tema “Intercâmbio de conhecimentos e tecnologias agroflorestais sustentáveis em Mato Grosso”. Quarenta pessoas de várias regiões do Estado participaram. Foram realizadas palestras, visitas técnicas e aulas práticas.

Desenvolvida em Alta Floresta, a meliponicultura foi tema de palestra. “As meliponeas são importantes no processo de polinização dos sistemas agroflorestais”, justifica o engenheiro agrônomo Expedido A. W. Steffanelo, do município de Sinop. Na ocasião ele proferiu palestra com o tema “Meliponineos: Um patrimônio genético para o Brasil”. De acordo com ele, cerca de 60% da polinização da flora realizada no Brasil é feita pelas meliponeas. Estima-se que o mercado do mel movimenta cerca R$ 1,5 bi/ano no mundo. Existem cerca de quinhentas espécies de abelhas sem ferrão da Amazônia, das quais aproximadamente trezentas correm risco de extinção.

Para o engenheiro agroecológico, Vanderson Eliel Meira, o encontro realizado em Alta Floresta foi muito produtivo. Ele é de Terra Nova do Norte e vê no cultivo desse tipo de abelha sem ferrão uma oportunidade. “Vemos com bons olhos o cultivo de meliponeas. Ela é viável economicamente, tem papel fundamental no processo de polinização. Outro ponto positivo é o fácil manuseio”, argumenta. Meira atua pelo Instituto Ouro Verde (IOV) como técnico em sistemas agroflorestais.

Segundo o coordenador do Projeto Rede de Intercâmbio e Transferência de Conhecimentos e Tecnologias Agroflorestais na Amazônia (RETAF), Delman de Almeida Gonçalves, as meliponeas são fundamentais no processo de polinização. Ele explica que além do lado ambiental, essa atividade surge como uma boa alternativa de renda. Para ele, a região tem grande potencial para essa atividade. Ele ficou surpreso ao saber que a Prefeitura de Alta Floresta doa os discos de cria aos produtores. Gonçalves explica que em outras regiões do Brasil esse disco de cria é vendido por até R$ 300.

A secretária de Meio Ambiente de Alta Floresta, Aparecida Sicuto diz que o município apoia e incentiva os produtores. “É uma atividade que pode render bons frutos aos produtores. Aqueles que tiverem interesse procurem a Secretaria para mais informações”. A secretária justifica que essa atividade concilia o ambiental com econômico. “O produtor vai ter uma renda extra ao mesmo tempo em que as abelhas realizam a polinização”.

A capacitação é uma realização da Embrapa, Cipem, Ceplac, Ibama, Empaer/MT, Senar/MT, Sedraf/MT, Instituo Centro de Vida, Instituto Floresta, FAPED, Instituto Ouro Verde, em parceria com Embrapa Amazônia Oriental, Embrapa Sede/DTT, SFA-MT/MAPA, Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sistema Famato e apoio da Verde Transportes.

 
 
 
Leia mais ...

Geração de empregos segue estável em Alta Floresta

A geração de empregos em setembro permaneceu estável e somou 42 postos de trabalhos a mais (mesma quantidade de agosto), saldo de 538 admissões e 946 desligamentos. Os números são do Cadastro Nacional de Empregados e Desempregados (Caged) que apontam a indústria de transformação na liderança com 28 a mais, decorrentes de 116 contratações e 88 demissões. No mês anterior a construção civil liderou com 41 a mais. O balanço aponta o comércio com segundo melhor desempenho, tendo registrado 19 empregos a mais, já que 208 pessoas foram chamadas para trabalhar e outras 189 mandadas embora. O setor de serviços surgiu em seguida com 15 a mais, decorrentes de 111 admissões e 96 desligamentos.
Na construção civil foram três a mais. Por outro lado, os números apontam que na agropecuária 20 pessoas a mais tiveram contratados rescindidos, saldo de 67 admissões e 87 demissões. Já no setor de serviços industriais de utilidade pública 3 pessoas a mais foram mandadas embora, saldo de 1 contratação e 4 desligamentos. Na extração mineral e administração pública não houve variação. No acumulado do ano Alta Floresta conta 454 empregos a mais, fruto de 5,3 mil admissões e 4,8 mil demissões. 
Leia mais ...

Secretaria de obras em AF faz “tapa buracos” em rodovia estadual para evitar acidentes

A Prefeitura Municipal através da Secretaria de Obras realizou na última sexta-feira (17-10), um tapa-buracos emergencial na MT 208 sentido Jardim Universitário. Segundo o Secretário de Obras Luiz Carlos de Queiroz, mesmo a rodovia sendo de responsabilidade do Estado, o Prefeito Dr. Asiel Bezerra determinou que se realizasse o tapa-buracos devido à via possuir grande fluxo de veículos e ser utilizada não só por carros e caminhões que vão para as cidades vizinhas, mas principalmente por moradores dos bairros próximos a rodovia. O objetivo principal da administração é evitar acidentes e maiores transtornos para a população.

O tapa-buracos consiste em recompor a camada de asfalto onde os buracos acabam aparecendo devido à passagem de veículos pesados, chuvas e deterioração ao longo do tempo. 

Leia mais ...